Milson Ferreira admite falta de maturidade na final, mas elogia jogadores Santa Cruz voltou

Ida por 2

Milson Ferreira admite falta de maturidade na final, mas elogia jogadores Santa Cruz voltou a perder para o Angra dos Reis e acabou como vice da B2

 

O Santa Cruz não conseguiu repetir, na final da Série B2 do Campeonato Carioca, o desempenho que teve durante a competição. Depois de perder o jogo de ida por 2 a 0, o time da Zona Oeste foi goleado pelo Angra dos Reis por 4 a 0, neste domingo (24), no Estádio Jair Toscano de Brito, ficando com o vice-campeonato. Para o técnico Milson Ferreira, faltou experiência à sua equipe nos jogos finais.

 

– Acho que nos faltou maturidade. Nas duas decisões o fator experiência e maturidade pesaram. Mas os jogadores foram brilhantes na campanha, todos fizeram um excelente trabalho e ninguém vai apagar esse feito, já entrou para história do clube. Atletas que, para a sociedade exclusivista da bola, não servem, não chegariam a lugar nenhum, visto que não tinham experiência e, na sua maioria, se profissionalizaram agora. Por todas as descrenças, eles se superaram dando a resposta, jogando futebol – analisou o treinador.

 

Mesmo com as atuações ruins nas finais, Milson Ferreira não poupou elogios a seus comandados e agradeceu por todos terem superado as dificuldades vividas na caminhada até o acesso:

– Classifico nossa campanha como gloriosa. E por que esse termo? Pense em um trabalho com todas as dificuldades básicas para se fazer futebol. Pense agora em atletas cheios de fé e convicções de que iríamos conseguir o acesso e o título, que não veio. Agora, pense na mão de Deus na vida de cada um, no dia a dia de trabalho, um grupo com amor ao trabalho futebolístico e alegria do Senhor, sendo a nossa força para superar as dificuldades básicas. Por isso é que foi gloriosa.

 

Sem mais jogos este ano, o Santa Cruz só volta a campo em 2018, quando vai disputar pela primeira vez a Segundona Estadual.

Atacante do Santa Cruz terminou como goleador da competição ao lado de Saci.

Angra dos Reis venceu e deixou o Santa Cruz com o vice-campeonato da Série B2 do Campeonato Carioca. No entanto, as duas equipes já haviam conquistado o maior objetivo do ano, que era o acesso. Até por conta disso, o atacante Rincon acredita que o Carcará entrou relaxado demais na decisão.

 

– O time relaxou depois do acesso. Chegou na final e a gente podia ter mais vontade para sair campeão. Mas não teve jeito, o time do Angra teve vontade nos dois jogos e foi merecedor do título – disse um dos artilheiros da competição, que condenou a postura.

 

– Faltou vontade ao nosso time, isso que não pode. Em final do campeonato tem que ter mais vontade, força mesmo para ganhar, se não, não tem jeito. Infelizmente a gente não teve vontade no segundo tempo. O time deles acertou o último passe e fez os gols. Perdemos, não tem mais nada a fazer.

Com o vice

 

Com a segunda posição na Terceirona, o Santa Cruz se garante na Série B1 do próxima temporada e também na Copa Rio, já que os três primeiros ganham vaga.

Santinha vai disputar pela a Segunda divisão pela primeira vez

O título não aconteceu, mas o acesso para a Segunda Divisão do Campeonato Carioca foi grande conquista para o Santa Cruz. Um dos grandes destaques da equipe foi o goleiro Dudu, que por diversas vezes esteve presente nas seleções da rodada do FutRio.net. Ele revelou os percalços que o grupo teve que superar durante a Série B2.

 

– Foi uma temporada de superação. Muitos obstáculos e muita dificuldade, como todo clube de pouco investimento. Começamos o segundo turno da pior forma possível, perdemos na estreia. Mas, mesmo sabendo que não poderia haver nenhuma outra derrota, senão o planejamento do acesso acabava, chegamos ao acesso – disse o camisa 1.

 

Mesmo sendo um estreante na segunda divisão do Campeonato Carioca no ano que vem, Dudu acredita que o clube montará um bom elenco e que brigará pelo acesso para a Série A:

– Acredito que vamos montar um grande elenco. Já temos um bom time e, com novos jogadores que sempre chegam em cada início de temporada, conseguiremos melhorar ainda mais nosso grupo. E, assim, brigar por outro acesso.

 

O Santa Cruz

Com a segunda posição na Terceirona, o Santa Cruz se garantiu na Série B1 da próxima temporada e também na Copa Rio, já que os três primeiros ganham vaga.

Reinaldo Frez pretende fazer poucas mudanças para 2018

O Santa Cruz não saiu com o título da Série B2 do Campeonato Carioca, mas obteve o inédito acesso para a Segunda Divisão Estadual, algo que pode ser comparado com uma conquista. O presidente do clube Reinaldo Heitor Filho comemora a boa temporada e afirma que pensar de forma coletiva foi o grande mérito da diretoria.

 

– Foi muito gratificante chegarmos à final do campeonato. Não há apenas um ingrediente para descrever essa nossa campanha, mas sim uma composição, que só se consegue com gestão e liderança. Exercer uma liderança servidora, pensando de forma coletiva foi um grande mérito nosso – afirmou o dirigente.

 

Elogios ao grupo

 

Reinaldo Heitor Filho é só elogios aos jogadores, comissão técnica e todos os funcionários do clube por terem ajudado o Santa Cruz a chegar à Segunda Divisão Estadual pela primeira vez.

 

– Tivemos um excelente grupo. A começar pelo capitão Patrick, que exerceu uma grande liderança dentro e fora de campo. O Milson Ferreira é um grande líder, com valores raros nos dia de hoje. Além disso, tivemos um grande trabalho do Marlon, nosso preparador físico, e do Eddy, nosso treinador de goleiros. Grandes homens e profissionais também – ressaltou.

 

O presidente do Santa Cruz admite que pelo primeiro turno ruim, o grupo pensou que o acesso não seria conquistado, mas que todos tiveram méritos em corrigir a rota da equipe para entrar no caminho certo.

 

– Até pensamos na hipótese de que não conseguiríamos subir, mas corrigimos o que era necessário ser corrigido durante a competição e graças a Deus as coisas melhoraram. É até difícil dizer quando percebemos que o acesso estava próximo, mas quando o jogo contra o Mesquita chegou ao fim, a ficha caiu – disse.

 

Permanência da comissão técnica é prioridade

 

Pensando em 2018, Reinaldo Frez afirma que deve fazer mudanças pontuais no grupo e não esconde que sua idéia é que o técnico Milson Ferreira permaneça no cargo.

 

– Vamos fazer o melhor que pudermos, objetivando o melhor resultado possível. Pretendemos fazer pequenos ajustes no grupo, mas manter a base. Nossa prioridade passa pela manutenção da comissão técnica – finalizou.

 

Com a segunda posição na Terceirona, o Santa Cruz se garantiu na Série B1 da próxima temporada e também na Copa Rio, já que os três primeiros ganham vaga.

Que pelo primeiro

Guerreiros enfrentam time da série A em seu primeiro amistoso

Na tarde desta Sexta-Feira (10) o Santa Cruz Futebol Clube, fez o seu primeiro jogo treino contra o time do Botafogo no Estádio Nilton Santos, conhecido como Engenhão.

 

Sob o comando do técnico, Milson Ferreira, a equipe do Santa. que disputa a Série B, aceitou o desafio que rendeu 6 gols ao alvi-negro. Para Milson, mesmo sem ter marcado, os jogadores tiveram a oportunidade de se destacarem e mostrarem o seu futebol.

“Não estamos preocupados em ganhar do Botafogo e sim, ser bem sucedido em nosso grupo, a Série B2 do futebol Carioca,” declarou Ferreira.

 

Para o presidente do Clube Reinaldo Frez, os atletas foram verdadeiros guerreiros em aceitar este desafio.

 

Jogo: Amistoso 10/03/2017 Horário 16:30h

 

A equipe do

Local: Estádio Nilton Santos (Engenhão)

 

Placar: SCFC  O  X  6 Botafogo